O negócio de publicidade da Amazon.com ainda é relativamente jovem, mas está crescendo a passos largos. De acordo com a Business Insider, a plataforma de atendimento autónomo para a compra de anúncios que nasceu em 2014 está a ganhar muito peso dentro do gigante dos EUA.

A Amazon não fornece dados diretos sobre as suas receitas de publicidade nos seus resultados, mas agrupa-os com outras pequenas fontes de receita, como seu cartão de crédito de marca conjunta. A categoria ‘Outros’ experimentou um crescimento interanual de 58% no terceiro trimestre de 2017, atingindo 961 milhões de euros (1.120 milhões de dólares). Este valor está acima dos 918 milhões de euros (1.070 milhões de dólares) registados por esta categoria durante o quarto trimestre do ano passado (com a campanha de Natal).

O negócio de publicidade da Amazon ultrapassou silenciosamente o do Twitter e é maior do que o do Snap. Embora ainda bem atrás do Facebook e do Google, é uma das poucas plataformas de publicidade digital que podem competir contra o duopólio.

A Amazon tem um dos negócios de publicidade digital que mais cresce nos Estados Unidos. De facto, a eMarketer estima que a Amazon é a segunda empresa de publicidade digital que mais cresce nos EUA. O único concorrente à frente é, de acordo com a eMarketer, Snap, e os analistas esperam que as suas receitas cresçam 117% globalmente este ano. No entanto, embora o Snap cresça mais, a Amazon estará à frente em termos de receita.

O negócio de publicidade da Amazon ainda é relativamente pequeno em comparação com o seu negócio de retail. O negócio de retail da Amazon gerou mais de EUR 32,6 bilhões ( 38 bilhões de dólares) no terceiro trimestre de 2017, enquanto a publicidade provavelmente gerou menos de EUR 858 milhões (1 bilhão de dólares).

Porque é que a Amazon está melhor posicionada do que o Twitter ou o Snap

O Google e o Facebook dominam claramente o mercado da publicidade digital. Não só são as duas maiores plataformas dos Estados Unidos, como também se ajustam para capturar quase todo o crescimento do mercado. O Twitter e o Snap fornecem audiências semelhantes às do Facebook, Instagram e YouTube, mas sem todas as capacidades de medição e dados de segmentação que o Facebook e o Google têm.

A Amazon, por sua vez, criou um segmento muito valioso do mercado publicitário: os anúncios de busca de produtos. As buscas de produtos são extremamente valiosas porque indicam a intenção de compra, e se essa busca foi feita na Amazon, esse sinal de intenção de compra é ainda mais forte. Isso, combinado com todos os dados que a Amazon obtém dos seus utilizadores, tornou-a uma plataforma de publicidade muito atraente. Deve-se também notar que a Amazon domina absolutamente as pesquisas de produtos, o que é um dado-chave. Uma pesquisa no ano passado descobriu que 55% das pesquisas de produtos dos EUA começam na Amazon.com.

A Consumer Intelligence Research Partners estima que a Amazon tem cerca de 90 milhões de membros Prime nos EUA, quase o dobro de há dois anos. Como esse número continua a crescer, a plataforma de publicidade da Amazon torna-se cada vez mais atraente para os anunciantes.

 

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram