O Pavilhão Carlos Lopes recebeu o Portugal Digital Summit e foi palco de mais de 140 oradores nos passados dias 22 e 23 de outubro. Na Ecommerce News assistimos à palestra de Wijnand Jongen, autor de “The End of Online Shopping” e Chief Executive Officer na Ecommerce Europe.

O mantra do New Retailer diz que “não é tudo sobre a tecnologia, nós como humanos escolhemos a tecnologia que o usamos” explicou Wijnand Jongen. E neste momento nós escolhemos a inteligência artificial (IA). Até 2020, deverá combinar informação e comunicação duma maneira contextual e criar valor entre os 3.5 e os 5.8 triliões de dólares. As grandes empresas já estão a investir em força neste ramo. O Facebook tem 25% dos seus engenheiros estão a trabalhar em IA.

A adaptação às novas tecnologias tem sido exponencial. Nos últimos anos as pessoas mudaram drasticamente os seus comportamentos, consomem de maneira diferente. “Os consumidores estão no lugar do condutor e nós como consumidores fazemos escolhas diferentes” reforça Wijnand Jongen.

O conceito de Pure Ecommerce será substituído pelo conceito de New Retail (Novo Retalho). De acordo com os chineses o new retail é O2O (online para offline). Com a digitalização o consumidor pode fazer uma encomenda online fora da loja ou dentro da loja, pedir que lhe enviem para a casa ou ser o próprio a recolher. As lojas são adaptadas ao novo paradigma e o novo consumidor gere, da maneira que lhe for mais conveniente, o recurso que lhe é mais precioso na vida. O Tempo.

As lojas físicas não desaparecerão, pelo contrário, online retailers como a Amazon estão a abrir lojas. O que acontece é a reinvenção do retail combinando o online e offline. Clic para tuitear O segredo estará em proporcionar ao consumidor o que ele quer, que uma ida às compras seja emocional e que lhe acrescente valor.

Hoje em dia mais de 50% dos que compram online consideram que um marketplace é uma boa experiência e 52% de todos as vendas online mundiais são feitas em plataformas como esta.

O problema das plataformas é uma concorrência difícil no sector do retalho e entre indústrias. O retalho continua a ser globalizado e os “Golias” do ecommerce como a Amazon esmagam os pequenos concorrentes. Na Alemanha a Amazon cresceu 8,8 biliões, nos EUA, 49% do marketshare está a ser feito na Amazon. A Amazon não se importa de competir com os outros e quando se entra no ecossistema da Amazon, não se que sair porque é fácil e confortável, fornece tudo o que precisas.

Todas as transformações tecnológicas estão a conduzir a uma nova realidade. “tudo está a ficar mais visual, o Instagram está a permitir compras ” reflecte Wijnand Jongen. Assim, o próximo passo, é a introdução da realidade aumentada. É mais fácil, proporciona mais opções e ajuda à escolha ao criar uma nova experiência que ajudará no dia a dia.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram