A SEMrush realizou a segunda edição do estudo dos principais ‘Ranking factors’ na Google, onde os 5 fatores de classificação mais importantes foram investigados juntamente com o perfil de backlinks dos sites.

No inquérito anterior, os fatores investigados foram os que tiveram maior influência na posição do domínio e do website como um todo, independentemente da página específica que aparecia no SERP para uma determinada palavra-chave. Os gráficos informavam sobre quedas na primeira posição em cada grupo de palavras-chave. A fim de encontrar uma explicação para essas quedas, outra variável foi adicionada ao estudo: como os fatores analisados afetam a classificação de uma determinada URL.

Foi analisado um conjunto de dados constituído por 600.000 palavras-chave da base de dados mundial (EUA, Espanha, França, Itália, Alemanha e outros) e as primeiras 100 posições SERP para cada uma delas.

Para revelar a verdadeira importância desses fatores, a SEMrush aplicou um algoritmo de aprendizagem automático chamado Random forest. O resultado foi uma lista de 17 fatores que influenciam a posição da página em ordem de importância, da maior à menor influência:

Para cada página resultante, uma série de variáveis foram analisadas, tais como: fatores na página, perfis de backlink e dados de tráfego.

As principais conclusões

  •  Depois de analisar os cinco novos fatores adicionados, as visitas diretas ao site continuam a ser o fator de maior influência no ranking. Ou seja, quando muitos utilizadores acedem diretamente a um site, é um bom sinal para o Google de que o domínio tem grande autoridade e valor.
  •  Os sinais de comportamento do utilizador, como o tempo no site, as páginas por sessão e a taxa de rejeição também influenciam o ranking do site, pois indicam qualidade do site e relevância para os utilizadores.
  •  Os fatores de Backlink são extremamente importantes para a classificação. Exceto os fatores relacionados com os textos de âncora, todos os fatores de ligação estão em 4º lugar nessa tabela de importância.
  •  Todos os fatores de backlink afetam-se uns aos outros. Portanto, é improvável que as suas posições mudem se aumentares os valores de um fator, mas ignorares os outros.
  •  As palavras-chave de marca devolvem sempre sites mais relevantes, mas menos populares na primeira posição.
  •  A maioria dos domínios de alto volume no grupo já tem uma versão HTTPS. Ter isso vai ajudá-lo muito a chegar ao topo do SERP. Por outro lado, em grupos de palavras-chave de baixo volume, a taxa de adoção não é tão boa, portanto a implementação do HTTPS será uma grande vantagem sobre a concorrência.
  •  Os fatores de SEO on-página, tais como a presença de palavras-chave no título, a meta descrição e o corpo do texto têm-se mostrado menos influentes do que outros fatores. A taxa de adoção, no entanto, é impressionante, afinal, o uso de palavras-chave é uma das técnicas de SEO mais populares. Os dados confirmam que incluir apenas palavras-chave nos elementos da página não marca a diferença, visto que os outros também o fazem. Em vez disso, precisas de concentrar-te na diversidade semântica e relevância do conteúdo.

DOWNLOAD: https://ecommerce-news.es/wp-admin/post.php?post=69628&action=edit

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram