Quais serão os perfis do consumidor no pós-Covid?

O ano de 2021 está a passar a voar e muitas foram as mudanças que sofremos no decorrer deste ano e meio. Uma das maiores alterações foi relativa ao consumo e à delineação de prioridades, satisfazendo mais necessidades e menos caprichos. Assim, prever o modo como os consumidores se irão comportar a longo prazo não é tarefa fácil.

A Kantar analisou três mercados europeus – Espanha, França e Reino Unido – e confirmou que algumas tendências e comportamentos se alteraram devido à pandemia. Assim, reside a dúvida de como será o consumo quando as coisas voltarem à normalidade. De acordo com a Kantar, os perfis de consumo dividem-se em 4: os Seguros; os Realistas; os Desafiados e os Vulneráveis.

Os 4 perfis

  • Os Seguros tendem a ser mais velhos, reformados e a viver num lar de uma ou duas pessoas apenas. Têm um maior rendimento disponível e, geralmente, são de classe social mais elevada. O seu nível de vida não foi afetado pela pandemia e, geralmente, são otimistas quanto ao futuro (71%). Possuem uma grande confiança que as marcas e os retalhistas desempenham um papel na recuperação económica. No futuro, pretendem comprar mais no comércio local.

  • Os Realistas tendem a ser mais novos e com família constituída. Na generalidade, a sua situação profissional é estável e pertencem a classes sociais mais altas. Apesar do seu rendimento ter sido ligeiramente afetado durante a pandemia, não estão muito preocupados quanto ao futuro e apenas 11% antecipa uma perda de rendimentos. Não confiam no papel das marcas e dos retalhistas na recuperação económica. No futuro, pretendem comprar mais no comércio local.

  • Os Desafiados tendem a ser mais novos e com família constituída. Em modo geral, trabalham e pertencem à classe média. O seu rendimento foi significativamente afetado pela pandemia e não antecipam uma melhoria em breve. Ainda assim, são muito otimistas de que tudo se irá resolver e 81% está otimista quanto ao futuro. Acreditam no papel das marcas e dos retalhistas na retoma e pretendem comprar mais no comércio local e no discount.

  • Os Vulneráveis, normalmente são consumidores de idade média, com família constituída. Neste perfil enquadram-se consumidores que estão a trabalhar, reformados e desempregados. Os seus rendimentos foram os mais afetados pela pandemia e, consequentemente, estão muito pessimistas quanto ao futuro (apenas 36% se mostra otimista). Não confiam nas marcas e nos retalhistas e, futuramente, pretendem comprar mais no discount.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada.

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba