A Europa entrava em força no mercado online antes do aparecimento do COVID-19, alguns mais à frente que outros mas a União Europeira tomou medidas, como o PSD2, para garantir uma maior segurança para o consumidor.

Mas qual o impacto da pandemia nos métodos de pagamento das compras online? Fazemos um review dos hábitos de pagamento online do consumidor em alguns países europeus antes da pandemia e deixamos-te aqui o estudo sobre os métodos de pagamento online em Portugal no corrente ano de 2020.  O estudo foi realizado pela Ecommerce News Portugal entre os meses de março e outubro e pode descarregar aqui o estudo completo.

Como pagavam os e-shoppers europeus antes do COVID-19?

  • França: 80% do volume de negócios do comércio electrónico em 2019 foi feito através de cartões de crédito.
  • Países Baixos: São fortemente influenciados pela existência de esquemas nacionais populares como o iDEAL. iDEAL permite fazer uma transferência online directa da sua conta bancária para a conta bancária de um empresário.
  • Noruega: Os cartões de crédito ainda são muito populares, mas o serviço norueguês de pagamento inteligente Vipps está a crescer. Esta solução de pagamento móvel foi trazida pelo desejo dos bancos noruegueses de trabalhar em colaboração com os clientes no desenvolvimento de uma plataforma que seja fácil de utilizar, instantânea e inovadora.
  • Hungria: O pagamento em dinheiro na entrega representa uma quota de 42% de todas as transacções de comércio electrónico. Será interessante monitorizar o impacto da COVID-19 e do comércio electrónico nestes mercados.
  • Rússia: Cartão de crédito é o método preferido. Os russos utilizam não só os conhecidos cartões da Visa e Mastercard, mas também do sistema nacional de cartões de crédito/débito MIR.
  • Turquia: 93% da cobertura é feita com cartão de crédito, nomeadamente Visa e Mastecard. Apesar disto 40% das lojas online oferecem o cartão de crédito doméstico Troy, pelo que pode ser inteligente para as empresas estrangeiras de comércio electrónico transfronteiras oferecerem também este cartão quando vendem na Turquia.
  • Polónia: Transferência bancária é o método que ganha no país com um em cada dois clientes a escolher este método para completar a sua encomenda online. Outro método popular é o PayU, um método muito popular, assim como Dotpay e Przelewy24. O BLIK, que é apoiado por todos os principais bancos polacos é visto como uma alternativa nacional ao Apple Pay e ao Google Pay. No ano passado, 8 milhões de utilizadores foram responsáveis por 218 milhões de transacções utilizando o BLIK.
  • Suécia: O cartão de crédito e purchasing on account são dois métodos populares, o que significa que os consumidores procuram primeiro, depois compram. Mais de metade das lojas online examinadas que oferecem pagamento por conta fazem-no através da muito popular fintech sueca Klarna.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram