Amazon chega à Polónia com o seu maior lançamento

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

2 de março, mais um dia a marcar na história da Amazon. Dia em que a empresa conquista um novo país, neste caso: a Polónia. Foi um dos países onde demorou mais a chegar, apesar de já estar no país com centros logísticos desde 2014.

O mercado foi lançado com mais de setenta mil vendedores de países ao redor do mundo, o seu maior lançamento até agora. Com este novo país, a Amazon já opera em 8 países europeus (Reino Unido, Alemanha, França, Itália, Espanha, Suécia, Holanda e Turquia), que inclui as maiores economias da Europa.

A Polónia é o 19º mercado global da Amazon, o primeiro a ser lançado pela empresa em 2021. Alguns dos seus lançamentos no último ano foram na Suécia e nos Países Baixos.

Os polacos encontraram a ausência de membros Prime, embora esta estratégia já seja comum na empresa americana. Primeiro lança o marketplace e depois introduz gradualmente novos serviços para atrair os consumidores.

A maioria dos vendedores não são locais, mas são de outros países como a China, Alemanha, Reino Unido, Itália, Espanha e França. O que fizeram foi permitir métodos de pagamento locais como Przelewy24 e BLIK.

Contra quem vai competir na Polónia?

A empresa que atrai mais de 200 milhões de visitas mensais no mercado polaco é a marca Allegro. Um marketplace onde se pode encontrar todo o tipo de produtos e que beneficiou com a entrada da Amazon no país, uma vez que as suas ações subiram 2%; notícias muito positivas para a empresa que este ano sofreu uma queda de 22%.

De acordo com o Business Insider Polaco, a entrada da Amazon irá mudar todo o mercado do comércio eletrónico no país. Embora isto não seja uma novidade, porque é o que acontece quando um grande player entra num mercado que ainda não foi «explorado».

Noutro meio de comunicação social polaco criticam a falta de anúncios e de publicidade da Amazon para divulgar a notícia: «Completamente silenciosos, sem anúncios, sem exageros e sem campanha publicitária». Criticam também outros aspetos como a falta de variedade de produtos em algumas categorias ou que nem toda a informação está na sua língua materna.

Apesar de ser um dos líderes mundiais no setor dos Marketplaces, a Amazon deixa muito a desejar, porque se limita a lançar noutros países um website traduzido.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Lengua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
gdpr logdate ok:
Please don't insert text in the box below!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba