Despedimentos na Airbnb: cortes de 25% em pessoal e 1.900 empregados dispensados

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en pinterest
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

O turismo foi um dos sectores mais afetados pela pandemia e a devastação provocada pelo COVID-19 atingiu também a Airbnb. A empresa está a despedir cerca de 1.900 trabalhadores, o que representa 25% do seu efetivo, segundo adiantou o CEO, Brian Chesky.

Este corte orçamental tem como objetivo ajudar a Airbnb a suportar a situação de crise económica que parou o setor das viagens e reduziu as suas receitas para metade. Entre os grupos mais afetados pela reestruturação em curso estão os que se centram nos transportes e nas casas de luxo. Chesky disse que a Airbnb procura agora reduzir custos e definir a sua posição num mercado de viagens que será «muito diferente depois da pandemia”.

«Estamos a viver coletivamente a crise mais terrível da nossa vida», disse o executivo num e-mail enviado aos colaboradores. Chesky acrescentou ainda que a Airbnb precisa de «reduzir o investimento em atividades que não apoiam diretamente o núcleo da nossa comunidade de acolhimento».

O cofundador da Airbnb, de 38 anos, falou com os seus empregados numa reunião, na passada terça-feira ao meio-dia e depois confirmou os despedimentos através de uma carta interna dirigida aos trabalhadores.

Estes cortes vêm pouco depois da Airbnb ter angariado mil milhões de dólares através dos fundos de capital privado Silver Lake e Sixth Street Partners. A empresa prevê que as suas receitas sejam inferiores a metade dos 4,8 mil milhões de dólares que obteve no ano passado.

O CEO traçou um novo caminho para ultrapassar a pandemia: a Airbnb planeia voltar a orientar o negócio para a partilha de casa. Desta forma, os seus esforços vão estar centrados nas pessoas que oferecem alojamento na sua habitação, apartamentos e casas que detenham ou administrem. Em resultado disso, as categorias dos transportes e da Airbnb Studios vão ser colocadas em pausa. A empresa também planeia reduzir os investimentos na oferta em quartos de hotel e alojamento de luxo.

 

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!
Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en pinterest
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

1 comentario en “Despedimentos na Airbnb: cortes de 25% em pessoal e 1.900 empregados dispensados”

  1. Pingback: Airbnb prepara-se para ir à bolsa e acrescenta novas restrições aos seus utilizadores - Ecommercenews.pt

Deixe um comentário

Tu dirección de Email no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Ir arriba