Grandes marcas desportivas mudam para venda direta ao consumidor

As grandes marcas internacionais de roupa desportiva com a Nike, Adidas, e Puma para além da rivalidade entre si agora têm outra coisa em comum que consiste num novo modelo de negócio: as 3 marcas estão a tentar eliminar a venda por intermédio.

Na semana passada, a, Adidas divulgou um grandioso plano de quatro anos intitulado como “Own the game” que consiste numa mudança, no que diz respeito ao modelo de negócio liderado pelo DTC.

DTC refere-se às vendas diretas aos consumidores, tanto através de lojas de retalho de uma empresa, lojas de fábricas ou canais digitais.

Na sequência desta nova estratégia, a Adidas tenciona que este novo negócio direto ao consumidor abranja pelo menos metade das suas vendas totais até 2025 e prevê também que exista uma contribuição de mais de 80% para o crescimento de receita conseguindo até então pela empresa.

Em comunicado oficial da empresa “Os consumidores esperam receber uma marca e uma experiência de compra sob medida para as suas preferências, com ofertas personalizadas em espaços digitais e físicos” explicando que o novo negócio será planeado e construído em volta da adesão por parte do consumidor, assim uma estratégia que tem tido um grande crescimento nos últimos anos. Em 2025, a Adidas visa aumentar os seus membros 3 vezes mais para cerca de 500 milhões, e em simultâneo, aumentar 2 vezes mais as suas vendas de comércio eletrónico com valores de 10 biliões de dólares.

Apesar do modelo de negócio de venda direta ao consumidor possuir a capacidade de aumentar o crescimento dos lucros e da receita, apresenta também um leque de novos desafios, assinala o CFO da Adidas, Harm Ohlmeyer, numa apresentação da empresa e também da sua estratégia. Esta estratégia consiste no envio de pacotes individuais para os consumidores, lidar com as devoluções e tirar o máximo partido das intenções do cliente. Um negócio DTC com eficiência exige um grande investimento em marketing.

Após uma análise do seguinte gráfico, percebemos que as maiores empresas de marcas de roupa desportivas estão a seguir o mesmo percurso no que diz respeito à venda direta aos consumidores. As vendas da DTC apresentam um valor de 41% de vendas totais no ano de 2020. Mostrando também que a Adidas se encontra à frente da sua concorrente Nike na liderança com 35% de vendas em 2020.

É de salientar que o ano fiscal da Nike terminou a 31 de maio, traduzindo-se o impacto positivo que a pandemia teve nas vendas da DTC, não sendo contabilizados no seu total os resultados respetivos à Nike.

Fonte: Statista

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Scroll to Top