Portugal atrás da média europeia nas compras online

Os portugueses são considerados consumidores omnicanal, dado que utilizam o online e offline em simultâneo. Assim, segundo dados recentes, mais de quatro em cada dez (44,8%) portugueses fazem compras online, valor que tem vindo a crescer, segundo dados da Eurostat de 2020, em Portugal o aumento foi de 6% em comparação com 2019.

Apesar da crescente democratização do digital, este número fica muito atrás da média da União Europeia, que é de 63%.

O que significa que continuamos a ser um país que privilegia as compras físicas, também nas áreas de higiene e beleza. Desde o início da pandemia, 61% dos portugueses passou a ir a lojas mais perto de casa.

No caso específico da beleza e da saúde, a pandemia obrigou muitas farmácias e parafarmácias a uma rápida reinvenção, através da adaptação a meios de pagamentos mais digitais, criação e desenvolvimento de lojas online, bem como soluções de venda à distância e entrega ao domicílio.

Apesar da distância forçada, é importante dizer que as farmácias e parafarmácias, a par dos hiper/supermercado e das mercearias de rua, foram o setor onde a quebra foi mais reduzida devido à sua associação a segurança, saúde e bens essenciais.

Maria Paiva, Consumer & Marketing Insights Manager da L’Oréal Portugal.

A digitalização do setor da farmácia e parafarmácia potenciou o conceito de conveniência, dando ao consumidor acesso aos produtos/serviços de forma quase imediata.

No entanto, a digitalização alavancou também a qualidade do serviço e atendimento em loja física, não só na automatização e consequente aceleração ao nível do atendimento e dos meios de pagamento, mas também no upgrade na experimentação de produtos, nomeadamente de higiene e beleza, recorrendo a ferramentas digitais ou ao acesso a uma informação mais completa e interativa do produto.

O principal desafio do pós-pandemia é não focar apenas num modelo 100% digital. Os consumidores portugueses estão ainda num patamar inferior ao da Europa no que toca a competências digitais. Portugal tem uma população mais envelhecida, que tem uma dificuldade acrescida em adaptar-se a esta nova era de digitalização, tanto em canais de compra online, num atendimento mais digital em farmácia ou mesmo em teleconsultas. Por esta razão, o modelo híbrido toma o papel importante e infalível.

Maria Paiva, Consumer & Marketing Insights Manager da L’Oréal Portugal.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Scroll to Top