Russian Posst e China Post concordaram em desenvolver em conjunto o serviço de logística cPacket. Com este serviço, os dois operadores postais querem controlar o fluxo de pequenas encomendas rastreáveis que serão trocadas entre a Rússia e a China.

O desenvolvimento conjunto é o último esforço de ambos os países para desenvolver ainda mais o comércio electrónico transfronteiriço entre a Rússia e a China. O chamado fluxo cPacket chegará à Rússia através do principal canal logístico organizado pela RP Logistics, que é uma subsidiária da Russian Post na China.

Segundo EcommerceNewsEurope, os dois operadores postais querem criar as melhores condições possíveis para uma entrega rápida e, por isso, estão a trabalhar num novo esquema logístico para as rotas aéreas e rodoviárias, a fim de garantir a qualidade do processo logístico.

«Trabalhamos com sucesso na China há vários anos e este mercado representa um grande volume de encomendas para nós«, diz o operador russo. «A cooperação entre os dois países permitirá organizar mais eficazmente a entrega de encomendas transfronteiriças ao cliente final, reduzindo ao mesmo tempo o custo dos serviços devido ao aumento dos volumes«, acrescenta.

Para a China Post, a Rússia é a segunda maior rota de saída. Os dois países concordaram em reforçar a construção de canais de transporte terrestre entre eles e melhorar a qualidade do intercâmbio de informações e serviços. Em 2016, foi assinado um acordo para um corredor de transporte russo para conectar melhor a China à Europa Ocidental.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram