Conseguir que um utilizador chegue à parte final do processo de compra é algo complicado, e requer uma enorme quantidade de trabalho por trás. É neste momento que é necessário ajudar o utilizador a não abandonar seu carrinho e fechar a sua compra. Neste artigo, vamos rever 10 recomendações para ajudar a aumentar a conversão durante o processo de check-out pela mão de Luis Krug, um reconhecido especialista no setor do ecommerce, fundador de empresas como a Redcoon, Oooferton, CEO de outras como a Pixmania e atualmente focado em Incubout, uma plataforma on-line para a gestão integral do comércio eletrónico.

1. Pergunta menos e irás vender mais

Lembra-te que não gostamos de preencher formulários, o que queremos é comprar. O processo de compra é a parte menos atraente da sua loja: estás a pedir dinheiro ao cliente, não te esqueças disso. Por isso não o sobrecarregue com perguntas que não precisas para converter:

  •       Precisas mesmo da data de nascimento do teu cliente?
  •       Se vendes serviços, precisa de um endereço de entrega? Bem, conheço uma companhia aérea que me pede o endereço para comprar um bilhete de avião, e acho que não me vai levar até à porta da frente.

2. Tem um carrinho otimizado para telemóveis

Quantas vezes já estiveste numa loja física e verificaste se o mesmo produto é mais barato online? E quantas vezes já te aproveitaste do facto de que o preço era mais barato online e fizeste a compra através dos seus telemóveis? Fornecer um design simples e rápido para os telemóveis com um tamanho de fonte adequado para ser visto numa tela pequena irá gerar vendas.

O processo de compra é a parte menos atraente da tua loja: está a pedir dinheiro ao cliente, não te esqueça disso. Por isso não os sobrecarregues com perguntas que não precisas de converter.

3. Não forces um registo

Forçar um registo aumenta substancialmente a sua taxa de abandono. A sério, quantas vezes te registaste para fazer uma compra? Desses registos, de quantos te lembras do teu nome de utilizador e da senha? Se ofereceres um registro, deve ser opcional. E, se o incluires, deve ser inteligente e vincular a sessão de registo com uma conta de terceiros, como o Facebook.

4. Ser transparente

Se tens despesas extras que desejas cobrar e oferecer ao teu cliente (taxas de seguro, taxas de serviço, etc.), informe antes do início do processo de check-out. Não inclua uma despesa depois do cliente ter passado um bom tempo a preencher formulários porque isto não é transparente, vais perder credibilidade e, pior ainda, uma boa parte da confiança que o cliente depositou em ti.

É básico, mas não custa falar nisto. Oferece o número máximo de opções de pagamento, opções de entrega em pontos específicos, margens de entrega, opção de cobrança em armazém ou loja física.

5. Exibe um indicador de progresso

Se eu não souber quantos passos são necessários para concluir uma compra, não tenho razão para avançar. Um bom fluxo de caixa tem 3 ou 4 passos no máximo. Mostre-os num indicador de progresso para que o consumidor possa ser bem orientado durante o processo de compra.

6. Inclui o número máximo de opções

É básico, mas não custa falar nisso. Oferece o número máximo de opções de pagamento, recolha em pontos específicos, prazos de entrega, opção de recolha em armazém ou loja. Vais vender mais se te esforças para incluir o número máximo de opções que fazem o consumidor sentir-se confortável ao comprar.

7. Transmite segurança

Mostra que as tuas opções de pagamento são seguras, incluindo um logotipo (3d secure, Trusted Shop, …). Investe num certificado HTTPS. No final do dia, nem mesmo o melhor produto é vendido se não ganhas a confiança do teu cliente.

8. Exibe opções de devolução e prazos de entrega

No resumo do teu carrinho de compras, ao confirmá-lo, assegure o teu cliente que tem opções no caso de não gostar do produto que compra.

9. Cross Selling

Mostrar produtos que possam interessar ao teu cliente no primeiro passo do checkout. O cliente está pronto para gastar dinheiro no teu site e esta é a última chance de lhe mostrar os produtos nos quais possam estar interessados. Os produtos que mostras nesta fase devem seguir estas regras básicas:

  1. Devem ser relevantes para o produto que tens no teu carrinho. Por exemplo, se comprar uma câmara digital reflexa, este é o momento de mostrar-lhe um cartão de memória, um estojo e um tripé.
  2. A amostra deve ter um preço inferior ao que o cliente tem no seu cesto.

10. Pop-ups e anúncios

Não incluas pop-ups ou anúncios no processo de checkout. Lembra-te que o teu cliente quer comprar algo e deve estar concentrado durante o processo de checkout. Não os distraia, não lhes mostre anúncios, deixe-os fazer o que queremos que façam: comprar.

 

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram