Alibaba e Tiktok doam ventiladores ao Brasil

Alibaba, a gigante de comércio eletrónico, e o Tiktok, doaram ao Brasil 100 ventiladores pulmonares, essenciais para o tratamento dos pacientes com Covid-19 que apresentam sintomas mais graves.

A chegada dos ventiladores à capital brasileira foi anunciada pelo embaixador da China no Brasil, Yang Wanming , para deste modo ajudar os cidadãos brasileiros no combate à pandemia. Este anúncio foi feito na rede social Twitter.

Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores do Brasil, apresentou assim a sua demissão, na passada terça-feira, devido a uma forte pressão de políticos ligados a Jair Bolsonaro, presidente do país, que o acusam de bloquear o acesso às vacinas contra a Covid-19, relatou a imprensa brasileira.

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, teve um desentendimento com Yang Wanming, na consequência de comentários que ponham em causa a eficácia das vacinas produzidas na China.

O Brasil encontra-se no combate a uma segunda vaga que se apresenta ainda mais mortal. De acordo com especialistas, a situação poderá agravar-se nas próximas semanas na consequência da circulação de variantes novas e mais violentas.

 Na passada sexta-feira, a Força Aérea Alemã enviou 80 ventiladores e acessórios para a prática hospitalar em Manaus a capital do estado brasileiro, Amazonas, dado que os hospitais se encontram sobrelotados e sobrecarregados com um elevado número de pacientes infetados com Covid-19.

A doação foi feita em resposta ao pedido de auxilio do governo regional do Amazonas, dirigido assim à comunidade internacional.

Yang Wanming divulgou que Li Zhanshu, presidente da Assembleia Popular Nacional da China, e Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados do Brasil, já tinham pensado sobre o suposto reforço da parceria ao combate da pandemia e das vacinas.

No passado dia 9 de março, Arthur Lira terá enviado uma carta ao governo chinês com o intuito de solicitar o envio de vacinas chinesas e de ingredientes ativos para elaboração das doses das vacinas.

O Instituto Butantan, que está unido ao governo do Estado de São Paulo, anuncia a preparação de doses da CoronaVac, desenvolvidas pelo laboratório chinês Sinovac Biotech Ltd, no Brasil.

De acordo com a agência espanhola Efe, Elcioum Franco, o secretário executivo do Ministério da Saúde, um dia antes, terá enviado uma carta a Yang Wanming a pedir uma colaborarão para a aquisição de 30 milhões de doses da vacina BBIBP-CorV, produzidas pela Sinopharm, farmacêutica chinesa.

O Brasil apresenta-se assim como o segundo país mais atingido pela crise sanitária causada pela Covid-19, seguido aos Estados Unidos.

Segundo um balanço feito pela agência francesa AFP, o Covid-19 causou cerca de 2.784.276 mortos no mundo, resultando assim mais de 127 milhões de casos de infeção.

A doença foi descoberta no final de 2019, em Wuhan, uma cidade que se situa no centro da China.

QUER RECEBER NOSSA NEWSLETTER

INSCREVA-SE
Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório
Email: *
Língua: English (English) Português (Portugese) Español (Spanish) *
Nome: *
Empresa: *
Cargo:
Sector:
Aceito receber a newsletter e as comunicações da Ecommerce News de acordo com a Política de Privacidade:
Aceito receber comunicações comerciais:
GDPR logdate ok:
Please don't insert text in the box below!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

PODE GOSTAR

POSTS MAIS RECENTES

Pode interessar-lhe

JUNTA-SE A NÓS?

POSTS MAIS COMENTADOS

Scroll to Top