Mais uma vez a chegada de Black Friday será a pistola de partida da campanha de Natal. Os consumidores atraídos pelas ofertas deste dia laçam-se a comprar os produtos que esperavam há muito tempo que baixassem de preço , ou a comprar por impulso atraídos pelos preços com desconto daquele dia.

Tal como nos anos anteriores, a maioria das lojas que vão oferecer compras online optarão por um sistema de ofertas diárias que só estarão disponíveis durante algumas horas ou até esgotar o stock. Isto é algo que obriga os compradores a serem rápidos, e muitas vezes ignoram certos pormenores que fazem com que os nossos direitos enquanto consumidores sejam minados no grande dia das compras online.

  1.   A melhor coisa é verificar o preço dos artigos nos dias e semanas anteriores.
  2.   É importante que guardes todos os anúncios, e-mails, newsletters ou informações recebidos, das empresas, sobre os produtos em que estás interessado. Tem em mente que a publicidade é vinculativa, e isto significa que é o teu «seguro» de compra para defender os teus direitos se as condições não forem cumpridas, como foram anunciadas.
  3.   Além disso, não te esqueças de verificar bem e certificar-te de que vais fazer a tua compra numa página segura (que usa uma plataforma «https»), e olha também para as condições da página em questão (custos de envio, devoluções, prazos de entrega …).
  4.   Verifica também se a loja online onde pretendes efetuar as tuas compras tem um endereço físico para o qual podes enviar as tuas queixas, se necessário. É importante saber que, se a sede social do sítio Web estiver fora do país, a reclamação será muito mais difícil do que se falarmos de território nacional.
  5.   Quando chega o grande dia, a primeira premissa é desconfiar das pechinchas e dos preços muito baixos. Tem em mente que ninguém dá nada a ninguém, e não importa que seja o dia dos descontos, tudo tem um limite. Em alguns casos, pode ser um esquema.
  6.   Lembra-te que ao efetuar os pagamentos das tuas compras, em lojas seguras nunca terás de partilhar o PIN do teu cartão, portanto, tem cuidado se for solicitado no momento do pagamento porque nunca é necessário nas compras online.
  7.   Uma vez efetuada a compra, guarda toda a documentação da encomenda, caso necessites de reclamar ou devolver o produto depois de o ter recebido.
  8.   E lembra-te, para te protegeres, nunca fazer uma compra através de uma rede wifi pública, uma vez que ao concordar fazer compras através de uma delas é muito mais fácil que sejas vítima de roubo de dados.
  9.    Certifica-te de que o teu produto cumpre as características prometidas. Se não for este o caso e quiseres fazer um reembolso, tens um prazo de 14 dias de calendário a contar da receção da compra para mudar de ideias e devolver a compra, sem motivo justificado e sem qualquer tipo de penalização. É uma vantagem das compras online, uma vez que nas compras físicas não há direito de rescisão.
  10.   Se após um período de tempo razoável não receberes a tua compra, poderá haver um atraso civilmente reclamável pelos canais legais apropriados. Se mais tarde vires que é possível que tenhas sido vítima de uma fraude, não hesites, recolhe todas as informações que dispões sobre a compra e apresenta uma queixa junto das Forças e Corpo de Segurança do Estado.

 

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram