A vida é como uma montanha-russa, primeiro sobe-se e depois desce-se. A Netflix viveu um dos seus melhores momentos durante os meses de quarentena, atingindo quase 26 milhões de assinantes no primeiro trimestre do ano. Em contraste, o terceiro trimestre do ano foi um dos piores para a empresa.

A Netflix ganhou apenas 2,2 milhões de novos clientes em todo o mundo entre junho e setembro, o número mais baixo de assinantes em quatro anos. A empresa esperava atingir 2,5 milhões de assinantes no terceiro trimestre.

Os resultados do grupo começam a mostrar uma saturação de serviços nos seus mercados maduros, nos Estados Unidos e na Europa. Agora, o crescimento está a ter lugar na Ásia, especialmente na Coreia do Sul e no Japão.

20% de lucro adicional

A Netflix registou um lucro líquido de 790 milhões de dólares (666 milhões de euros) no terceiro trimestre de 2020, uma melhoria de 18,8% em relação ao mesmo período em 2019 para a empresa americana.

No quarto trimestre de 2020, a Netflix espera:

  • Aumentar as receitas em 20,2%, numa base anual, para 6.572 milhões de dólares (5.541 milhões de euros);
  • Um lucro líquido de 615 milhões de dólares (518 milhões de euros);
  • Aumento de 20,4% do número de assinantes, para 201,15 milhões, o que significaria um aumento líquido de 6 milhões de utilizadores pagantes.

A empresa também antecipou que haverá uma diminuição dos assinantes líquidos durante a primeira metade de 2021.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram