Remote Shift, o movimento e conferência sobre trabalho remoto vai decorrer nos próximos dias 26 e 27 de outubro, no ISCTE, em Lisboa. A conferência criada por Henrique Paranhos, fundador também da WEbrand Agency, Joana Sá, fundadora do XO Digital Studio e Gonçalo Hall, Consultor e Nómada Digital está totalmente focada no futuro e na inovação do panorama empresarial nacional. Nestes dias o objetivo é promover o shift do panorama português de trabalho para o futuro, que passa por uma descentralização das forças de trabalho, aliada a uma melhor qualidade de vida pessoal e profissional.

Durante os dois dias estarão presentes oradores nacionais e internacionais, incluindo freelancers, trabalhadores remotos, nómadas digitais, empresários e estudantes universitários que querem ingressar no mercado de trabalho, que poderão assistir a conferências presenciais, workshops práticos e networking durante e pós evento, num After Cocktail.

Os fundadores deste evento e do movimento #RemoteShift querem ajudar os gestores de empresas a efetuar uma transição eficaz para full remote (empresa 100% remota) ou para contratar equipas remotas. Os profissionais presentes terão a oportunidade de descobrir como podem começar a trabalhar remotamente e como funciona o dia-a-dia dos trabalhadores remotos em palestras com diferentes temas.

Temas principais

Do impacto no Employer Branding ao Empreendedorismo Digital, passando pela tecnologia e comunicação que faz o trabalho remoto funcionar numa empresa e pelo nomadismo digital, incluindo ainda o repovoamento de áreas rurais através deste modelo de trabalho: estes são apenas alguns dos temas a ser discutidos nos 2 dias da conferência Remote Shit.

Para além das palestras, haverá 3 workshops a decorrer no 2º dia de evento sobre a transição para um modelo de trabalho remoto, a criação e desenvolvimento de uma missão pessoal e a produção de conteúdos digitais. Haverá também round tables das quais farão parte convidados especiais para debater quais os próximos passos para implementar o trabalho remoto em Portugal, tocando em tópicos essenciais como a Legislação, os modelos de contratação e a cultura das empresas. A premissa da organização do Remote Shift é, por isso mesmo, fazer o Shift To The Future, através de uma análise fundamentada e atual da situação do mercado de trabalho, bem como da sua evolução futura. Será um fim de semana único com muitas oportunidades de emprego remoto, networking e palestras.

Para mais informações sobre os bilhetes podes clicar aqui.

Mantenha-se informado das notícias mais relevantes em nosso canal Telegram